segunda-feira, 15 de julho de 2019

Envelhenescer: O mundo está preparado para isso?

Talvez o maior sonho da humanidade seja o de não envelhecer, mas como seria?


O livro "Envelhenescer" de Pedro Chagas Freitas mostra exatamente isso: um país em que as pessoas não envelhecem, elas rejuvenescem! SÓ QUE...o que fazer quando isso começa a acontecer de fato?
Os idosos começam a ficar jovens, crianças, bebês e somem!
Os profissionais não existem mais, afinal, como confiar em um Presidente de 15 anos? Ou em um médico de 13?...A partir disso a história começa a ser contada de duas maneiras.

Uma delas é com cartas e pronunciamentos oficiais enviados para jornais e revistas, ou seja, é como se soubéssemos e entendêssemos do problema como todo o mundo ou como eles (governo? mídia?) querem que o mundo saiba, através das notícias!

E a outra parte da narrativa é contada através de alguns personagens que vivem esse rejuvenescimento! Eu achei essa parte um pouco confusa, mas acredito que os personagens também ficam (muito) confusos com a nova realidade, então me senti fazendo parte de tudo aquilo e não sabendo lidar com essas novas (velhas) fases da vida!

É um livro angustiante pois não tem como parar o tempo!

- Mas Gábi, não é assim que vivemos hoje? Não podemos parar o tempo também!

Sim, a gente sabe que a velhice, um dia, vai chegar e que a maturidade vem com ela, as experiências, aprendizados....mas já imaginou o contrário? É um mundo totalmente inóspito, duvidoso, estranho! 

E é um livro que te faz pensar! Pensar que nem sempre o que sonhamos poderá ser bom! 
Cuidado com o que você deseja!
Graças a Deus alguns sonhos não se tornam realidade!


Eu quero envelhecer e carregar com as minhas rugas as minhas melhores lembranças! Não quero ser jovem eternamente, pra quê, se o melhor momento é o agora! 


E você? Gostaria que isso acontecesse?
Rejuvenescer aos invés de envelhecer? Me conta nos comentários!



Notas:

  • Comprei esse livro na minha viagem ao Porto! Quando visitei a Livraria Lello & Irmão  o ingresso de 5 euros é abatido na compra de algum livro e como a minha amiga já conhecia o autor ela me indicou alguns livros dele, bati o olho no título e já quis esse. Agora já quero ler  as outras obras, o Kindleque me aguarde!
  • Em breve farei o post sobre a livraria! Vale a visita, mas precisa ter pa-ci-ên-cia!
  • Não esquece de comprar seus livros através do meu Link da Amazon. Sou associada e quando você compra pelo meu link eu recebo uns trocadinhos de volta, não custa nada ajudar as amigas blogueiras já que você vai comprar alguns livrinhos de qualquer jeito, não é mesmo? =)

Beijos,
Gábi

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Onde eu queria estar... ...talvez não seja onde eu deveria estar!


Eu estou onde eu consegui estar, onde eu lutei pra chegar, onde eu me permiti estar, onde Deus me deu a chance de ficar!


Querer estar em outro lugar não significa que não estou feliz onde estou, significa que eu posso mais...geralmente essas vontades são chamadas de sonhos, metas, planejamentos! Só não posso esquecer que nem sempre a minha vontade é a Dele também!


Sigo sonhando, desenhando minhas metas, planilhando meus pensamentos....com a esperança de que o que está no meu papel seja o certo, o palpável, o realizável! 


E sigo querendo estar em outro lugar, mas aproveitando o lugar que estou hoje, que é de merecimento, é onde posso receber o mérito do que consegui! Não abaixe sua cabeça, não tenha vergonha, não se subestime....você está onde merece estar! 


Sonhe, voe, queira estar também em outros lugares, você pode sim, você merece sim, você consegue sim! Mas não esquece nunca de onde já esteve e de onde está =)

Beijos!
Gábi

quarta-feira, 19 de junho de 2019

Um dia na Região Vinhateira do Alto Douro!

Um dia inteirinho provando vinhos do Porto, experimentando azeites, margeando videiras e ribanceiras e vendo paisagens fantásticas! Esse é o resumo perfeito do Tour que fiz com a CMTour que comprei pelo Get Your Guide!


Do Porto fomos logo pela manhã direto para Peso da Régua, lá paramos para um café (e Nata!), vimos a Ponte da Régua (mas são duas...uma para carros e outra para pedestres!) e seguimos rumo às quintas! Digo "nós" porque na excursão acabei conhecendo os amigos mineiros que também fizeram o passeio! A Van foi cheia de novos amigos! =)




É somente dessa região que saem os Vinhos do Porto. As “escadinhas” das plantações são formações naturais,  e por serem tão estreitas as colheitas são feitas manualmente pois as máquinas não passam por ali. É um trabalho árduo e cansativo!

A região é de uma beleza indescritível e além das parreiras também vi muitas oliveiras (azeitona + vinho = muito amor!).


A primeira parada foi na Quinta de Marrocos, onde logo pela manhã após conhecermos os locais de fabricação da bebida, degustamos 2 vinhos do Porto da casa (lembre-se que eu disse logo pela manhã! hehe...). Lá é uma Quinta bem familiar e fomos muito bem recebidos!




No meio do dia paramos para almoçar no Restaurante Varanda da Régua, que tem uma vista incrível de toda a região, e o almoço estava uma delícia. Para variar comi peixe com batata e, claro, vinhos de mesa para acompanhar!





De lá seguimos para a Freguesia de Pinhão, onde pegamos um barco rabelo e navegamos pelo Rio Douro! No barco experimentamos mais um Vinho do Porto (já estava bêbada a essa altura do passeio? Provavelmente! kkkk).
Não preciso nem dizer o tamanho da beleza que presenciei ali no barco rodeada por montanhas cheias de "pés de uvas" e "pés de azeitonas". Lindo, lindo, lindo!


(Região Vinhateira do Alto Douro ou Alto Douro Vinhateiro é uma área do nordeste de Portugal com mais de 26 mil hectares, classificada pela UNESCO, em 14 de Dezembro de 2001, como Património da Humanidade, na categoria de paisagem cultural e rodeada de montanhas que lhe dão características mesológicas e climáticas particulares.) *Wikipedia





Seguimos para mais uma degustação de......(Vinho do Porto???) Não!!! AZEITES (com vinhos de mesa! kkk)....e depois para uma Quinta maior, a Croft! Na Croft andamos pelas plantações e ao final, claro, degustamos os vinhos da casa! (Sério, acho que nesse passeio eu devo ter tomado o equivalente a um tonel de vinho!!!)





Foi um dia inteiro regado à (muito) Vinho do Porto, paisagens lindas e novos aprendizados!

Foi nesse passeio que eu aprendi que existem vários tipos de Vinho do Porto, como por exemplo: RubyTawnyEstilo VintageLate Bottled Vintage e Vintage! E que esse último, o Vintage, é resultado d
a melhor produção de um ano excepcional e envelhece dois anos em tonel e depois na garrafa, podendo ficar décadas envelhecendo para ser degustado em algum dia especial!




Por isso que quando dizem que viajar é o melhor investimento que existe eu concordo 100%. Nós aprendemos muito mais por estarmos com a mente leve e livre das pressões e preocupações do dia a dia!



Quem estiver indo para o Porto eu recomendo muito esse passeio! Deixei a minha opinião lá no site porque confesso que fiquei com medo de fechar o passeio pela internet. Mas eles foram super solícitos, responderam minhas dúvidas prontamente, conversaram comigo pelo WhatsApp no dia anterior para fecharmos local e horário de busca e o guia sabia tudo sobre os lugares e nos contava diversas informações turísticas e curiosas dos locais! Então merecem muitos elogios!!!


Espero que tenham gostado do post e se animem pra conhecer esse lugar lindo em Portugal!

Beijos!
Gábi



terça-feira, 11 de junho de 2019

São Pedro da Afurada é um encanto no Porto!

É, depois de quase 2 meses ausente eu voltei! rs...
Nesse tempo eu fiquei 10 dias de férias e fiz aquilo que toda mulher deveria fazer um dia: viajar sozinha!
Reconheço que não fui "totalmente sozinha", fui até Portugal visitar uma amiga que está morando lá, mas o fato de pegar o avião sozinha, andar pelas ruas do Porto sem horários, comer na hora que te der fome e o que quiser é bom demais!
Não que eu não goste de viajar com o meu marido, ao contrário, eu amo e quero conhecer muitos lugares com ele, aliás, todos os lugares que eu ia eu já queria fazer ligação de vídeo pra mostrar pra ele, mas é importante termos essa individualidade e aproveitarmos nossa companhia, eu descobri que eu sou uma pessoa muito legal =) kkkkkk....

Além da experiência de viajar sozinha eu descobri lugares lindos na região do Porto e é isso que vim mostrar pra vocês!

O básico do Porto muita gente já sabe...conhecer Igrejas, Livraria Lello, Café Majestic, Torre dos Clérigos, Ponte Luis I, Vila Nova de Gaia, etc. Tudo isso eu fiz, saí andando igual uma louca pelas ruas do Porto observando e tirando foto de cada lugar famosinho, mas eu me encantei mesmo por São Pedro da Afurada!
São Pedro da Afurada é uma freguesia de Vila Nova de Gaia. Você vai até a Ponte da Arrábida, pega um barquinho (táxi) por 2 euros e desce em Afurada, não tem erro, é só atravessar o Douro!

Desci do barquinho e comecei a andar pelas ruas do bairro...e percebi que eu era uma estranha ali.

Muitas das casas - cobertas de azulejos -  estavam com suas portas abertas, tinham em sua frente roupas penduradas em varais de chão e sapatos nas portas. Na frente de algumas casas  tinham cadeiras e em outras tinham senhoras conversando.








Por se tratar de uma freguesia de pescadores quando o almoço está próximo as brasas começam a esquentar ali mesmo, na calçada, e sardinhas e outros peixes frescos começam a ser preparados!

Andei mais um pouco e cheguei ao Lavadouro Público. As mulheres da vila ainda lavam as roupas nesse lavadouro e colocam pra secar na frente do prédio, próximo aos barcos. É tudo muito rústico e fofo!







Como estava na hora do almoço voltei para experimentar o peixe na brasa e foi um dos salmões mais saborosos que já comi!




Após o almoço continuei andando pelo bairro e conheci a Dona Fátima - que nasceu e foi criada em Afurada - e que me disse que conhece todo mundo ali. São todos amigos e é um lugar muito seguro por conta disso.
Ela estava colocando a roupa pra secar em frente a sua casa e depois encontrei com ela indo buscar mais roupas lavadas para estender (ou seriam as roupas secas para guardar?).



Continuei andando e dessa vez eu fui subindo a colina, e me deparei com uma das vistas mais bonitas da viagem! E o mais legal de tudo isso? Eu só ouvia barulhos das gaivotas, dos meus passos e da minha respiração. Uma paz imensa! Só agradecia à Deus por estar vivendo aquele momento!



Desci de novo e fui embora, rumo à Vila Nova de Gaia. Voltei a pé pela margem do Rio Douro e continuei vendo imagens lindas que estão guardadas pra sempre, algumas na memória, e outras no rolo da câmera.






Beijos!
Gábi




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...